Pesquisa em estado preliminar da Rede Genômica busca entender as relações entre amostras do Novo Coronavírus em 6 estados brasileiros e traçar o histórico de introduções do vírus no país

Esta publicação, postada no fórum de especialistas em virologia Virological.Org, é fruto da análise da sequência de 81 genomas completos do SARS-CoV-2 derivadas de amostras coletadas em 6 unidades federativas brasileiras entre fevereiro e abril de 2020. Através de ferramentas de análise filogenética, e da comparação com amostras obtidas em outros países ao redor do mundo, foi possível ao grupo de pesquisa traçar o histórico de introduções do vírus em território brasileiro, bem como evidenciar e entender aspectos de sua transmissão comunitária no país. Os resultados do estudo sugerem que o novo coronavírus foi introduzido no Brasil a partir da Europa por volta do dia 4 de fevereiro, e que em aproximadamente 23 de fevereiro já havia se ramificado em uma nova linhagem, denominada provisoriamente B.1.1.BR. Os indícios apontam ainda que, mesmo antes da detecção do primeiro caso importado do SARS-CoV-2 no país, esta linhagem brasileira já circulava na população através da transmissão comunitária (quando não é mais possível identificar a cadeia de transmissão da doença, devido a seu amplo espalhamento na comunidade).

Resende, P. C., Delatorre, E., Gräf, T. et al. Genomic surveillance of SARS-CoV-2 reveals community transmission of a major lineage during the early pandemic phase in Brazil Disponível em Virological.Org